Monteiro Lobato

Toda cidade possui uma história, porém, poucas reúnem tantos encantos quanto Monteiro Lobato. Cercada por montanhas e vales da Serra da Mantiqueira, nasceu como uma aldeia, batizada de Buquira e sob a proteção de Nossa Senhora do Bonsucesso. No passado, foi cenário de plantações de café, contribuindo para o prestígio e poder político do Vale do Paraíba, fonte de riqueza que impulsionou a economia brasileira no século XIX. Entretanto, pouco restou dos grãos e do aroma cafeeiro em terras lobatenses.

Diferente de suas vizinhas, Caçapava, Taubaté e São José dos Campos, Monteiro Lobato não se industrializou. Assumiu os ares provincianos e uma beleza infinita. A mudança do nome de Buquira para Monteiro Lobato homenageia um ilustre escritor, mágico das palavras e pai da literatura infantil brasileira.

José Bento Monteiro Lobato deu vida a um novo período na história de Buquira. Transformou as terras do café, em morada de seres lúdicos e símbolos da cultura popular, presentes até hoje no imaginário de um país inteiro. A cidade que hoje carrega seu nome preserva o orgulho de abrigar suas ideias e sonhos literários, além de um rico artesanato, deliciosa gastronomia, danças folclóricas, grupos populares e uma infinidade de saberes.